L T M A C
LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DE MEDICAMENTOS, ALIMENTOS E COSMÉTICOS

QUEM SOMOS
  • Facebook
  • Instagram - Grey Circle

Projetos de pesquisa

Impressão 3D de comprimidos de liberação modificada empregando modelagem por fusão. Prof. Marcílio Cunha-Filho

O objetivo central deste projeto é explorar a modelagem por fusão na obtenção de comprimidos de liberação modificada por impressão 3D. Para tanto, serão estudadas as adaptações necessárias nas impressoras de modelagem por fusão existentes no mercado para uma melhor adequação à necessidade farmacêutica; serão estudados novos materiais com potencial de controle de liberação de fármacos e que apresentem as características necessárias ao processo; serão avaliados as condições de processamento da termoextrusão que favorecem a impressão 3D e, por fim, serão avaliados as características físico-químicas e estabilidade dos comprimidos obtidos.

Agência de fomento: FAP-DF e CNPq

Formulações nanoestruturadas como alternativas tecnológicas para o tratamento tópico de doenças cutâneas associadas aos folículos pilosos. Prof. Guilherme M. Gelfuso

Este estudo propõe o desenvolvimento de duas formulações tópicas inovadoras, uma delas contendo a associação de clindamicina e rifampicina em carreadores lipídicos nanoestruturados (CLNs) para o tratamento da hidradenite supurativa e a outra contendo uma associação de latanoprosta com minoxidil também encapsulados em CLNs para o controle da alopecia androgênica. Estas formulações serão desenvolvidas com características que favoreçam o maior acúmulo dos fármacos nos folículos pilosos de modo que a terapia tópica das suas doenças seja otimizada.

Iontoforese de cloreto de alumínio ftalocianina em complexos de inclusão com ciclodextrinas para a terapia fotodinâmica tópica de tumores de pele. Prof. Guilherme M. Gelfuso

A terapia fotodinâmica é uma modalidade terapêutica clinicamente investigada para o tratamento localizado de patologias cancerosas ou pré-cancerosas, em que um agente fotossensibilizador (porfirinas, ftalocianinas ou clorinas) é aplicado ao tecido e seu efeito citotóxico é ativado pela excitação de um laser. A maior limitação para a aplicação tópica de ftalocianinas, como o cloreto de ftalocianina de alumínio (AlFcCl), é a alta lipofilicidade dessas moléculas que induzem a agregação, reduz seus efeitos fotofísicos e dificulta o transporte através da pele. Neste contexto, a iontoforese é estabelecida como uma das estratégias mais promissoras para incentivar a penetração tópica e transdérmica das moléculas. No entanto, a aplicação de iontoforese para aumentar a libertação de compostos altamente lipofílicos como AlFcCl é limitada devido à falta de carga elétrica da molécula. Para tornar AlFcCl adequado para sofrer influência da iontoforese, este projeto propõe o desenvolvimento de complexos de inclusão do agente fotossensibilizante com ciclodextrinas carregadas, o que deve aumentar a solubilidade do fármaco e permitir a sua liberação para acumulação iontoforética no tecido tumoral

Agência de fomento: FAP-DF

 

Iontoforese de nanopartículas catiônicas e mucoadesivas como estratégias para a terapia tópica de tumores de cabeça e pescoço. Prof. Guilherme M. Gelfuso

Este projeto propõe duas abordagens diferentes para a quimioterapia tópica de tumores de cabeça e pescoço: (i) iontoforese como método capaz de aumentar rapidamente a liberação de oxaliplatina em tumores e (ii) oxaliplatina carregada em nanopartículas de quitosana com propriedades mucoadesivas para manter os níveis de fármaco no local tumoral. Essas abordagens serão estudadas sozinhas e em associação

Agências de fomento: CNPq, FAP-DF e Universidade de Brasília

 

Desenvolvimento de sistemas multiparticulados para o tratamento da doença de Chagas utilizando terapia combinada de benznidazol e itraconazol. Prof. Marcílio Cunha-Filho

A doença de Chagas afeta mais de 15 milhões de pessoas na América Latina e seu tratamento farmacológico não é representativo em estágio crônico da doença devido a problemas relacionados à baixa biodisponibilidade de drogas usadas atualmente. Este projeto visa desenvolver uma medicina mais efetiva para a doença de Chagas utilizando como estratégia o benznidazol microparticulado e o itraconazol em associação

Agência de fomento: CNPq

 

Desenvolvimento de formulações nanoparticuladas contendo extratos ativos de planta do Cerrado brasileiro e Pantanal

Prof. Guilherme M. Gelfuso

O objetivo deste projeto é desenvolver, caracterizar e avaliar a eficácia de formulações estáveis ​​baseadas em Nanotecnologia para encapsular extratos de plantas brasileiras, como novas alternativas terapêuticas para patologias tópicas e sistêmicas ou condições associadas

Agência de fomento: CNPq

 

Obtenção de formulações inovadoras contendo extrato de cupuaína nanoencapsulado para tratar feridas e queimaduras na pele. Prof. Taís Gratieri.

Desde a antiguidade, vários extratos vegetais foram utilizados para tratar feridas e queimaduras. O extracto acetônico das sementes de cupuaçu (Theobroma grandiflorum) já foi usado por algumas comunidades amazônicas para tratar várias lesões cutâneas. Com base nessa informação, o grupo de pesquisa do Laboratório de Neuroinflamação da Universidade Federal do Pará (UFPA) avaliou a ação farmacológica deste extrato bruto na reparação de feridas cutâneas e obteve resultados promissores. No entanto, para a aplicação segura de um determinado extracto natural, é necessária uma formulação biocompatível para o transporte, que seja capaz de manter o tecido hidratado, além de fácil espelhabilidade e fácil de ser removida. Assim, este projeto destina-se a obter um tratamento seguro, eficaz e conveniente para o tratamento de queimaduras e feridas com base no uso de um produto natural Amazônico, em que o extrato natural é incorporado a uma nova formulação farmacêutica. O trabalho é realizado como uma parceria de quatro instituições: UFPA, Universidade de Brasília (UnB), Universidade de São Paulo (USP-RP) e Universidade Federal de Goiás (UFG). Assim, procuramos reunir conhecimentos e estabelecer uma rede para o uso da biodiversidade brasileira e desenvolvimento científico e tecnológico do país

Agência de fomento: FAP-DF

 

Desenvolvimento de lipossomas mucoadesivos para o tratamento de doenças oculares infecciosas e avaliação da iontoforese para potencialização terapêutica. Profa. Taís Gratieri

Este projeto visa desenvolver uma proposta terapêutica inovadora para o tratamento efetivo das doenças oculares infecciosas. Tal proposta é baseada no desenvolvimento de nanosistemas lipídicos mucoadesivos (lipossomas) associados à iontoforese para potencializar efeitos. Espera-se que a mucoadesividade prolongue o período de residência da formulação, resultando em maiores quantidades do fármaco em tecidos afetados, o que pode significar aumento na biodisponibilidade. Também será investigado o potencial de iontoforese tanto na acumulação de lipossomas na mucosa ocular quanto no aumento da permeabilidade dos microrganismos ao fármaco, potencializando assim os efeitos terapêuticos

Agência de fomento: FAP-DF

 

Aplicando extrusão por fusão a quente na obtenção de sistemas modificados de administração de fármacos para terapias orais e tópicas. Prof. Marcílio Cunha-Filho

O objetivo deste projeto é empregar a técnica de extrusão por fusão a quente para desenvolver sistemas terapêuticos inovadores para a administração oral e tópica do fluconazol antifúngico

Agência de fomento: FAP-DF

  

LTMAC. Prédio da Faculdade de Ciências da Saúde, Sala AC109. Universidade de Brasília. Campus Universitário Darcy Ribeiro. 70910-900. Brasília, DF, Brazil